sexta-feira, abril 06, 2007

22 coisas que é preciso saber para trabalhar em uma livraria

1-você fica feliz de estar cercada por livros que poderá ler quando não tiver clientes;
2-você fica deprimida de estar cercada por livros porque descobre que leu muito menos do que deveria;
3-você se desespera porque quer ler muitos livros e acha que nunca vai ter tempo pra tanto;
4- às vezes você só tem vontade de ler as bobagens;
5-às vezes você só tem vontade de ler os difíceis;
6-você se sente privilegiada porque pode ler qualquer coisa que está lá;
7-você descobre que livros, além de maravilhosos, são muito pesados - principalmente quando você tem que conferir, cadastrar e colocar na prateleira 25 caixas deles em dois dias;
8-você tem que ter paciência porque clientes velhinhos querem te contar todo tipo de história;
9-você tem que ter paciência porque clientes madames ricas acham que qualquer pessoa atrás de um balcão é invariavelmente estúpida;
10 - você se diverte muito porque livrarias são frequentadas por gente inteligente;
11- você se diverte muito porque livrarias são frequentadas por todo tipo de maluco;
12- você fica orgulhosa porque sabe falar dos livros que você gosta e que estão ali pra vender;
13-você fica orgulhosa quando os clientes se impressionam porque você sabe do que está falando e acabam se interessando por livros que você acha que valem a pena;
14- você tem que fingir que leu o caçador de pipas, marley e eu, o livreiro de cabul e os outros todos da lista da veja (e agradece aos céus pelos sites de resenha);
15-você aprende a mentir com propriedade e elenca qualidades improváveis num livro que você acha uma porcaria;
16-você aprende a fingir interesse quando o cliente te conta a maravilha que é o livro tal do paulo coelho que mudou a vida dele e por isso ele está levando o outro;
17-você fica com vontade de dizer que não vale a pena comprar livros estúpidos;
18-você quer mais é que comprem todo tipo de estupidez porque você ganha comissão;
19-você fica bem feliz quando compram livros legais;
20-você se sente perdida quando te pedem pra indicar um "livro bom" pra dar de presente e não te dão a menor pista do que o presenteado gosta de ler;
21-você se irrita com o fato de ter que trabalhar nos fins de semana e nos feriados;
22-você se alegra porque, em um mês de trabalho, leu 3 romances (finos, vá lá), 7 livros de humor, alguns ábuns de quadrinhos, 2 artigos teóricos, e ainda folheou todos aqueles livros lindos e carésimos que provavelmente você nunca compraria porque só servem pra enfeitar a mesinha da sala e impressionar a visita.

13 comentários:

Anônimo disse...

Oi, Jana!

Valeu o comentário. Sabe que esse seu último post me lembrou o filme "O Balconista". Já viu? infelizmente só tem em VHS, e nele tem um cara que trabalha em uma locadora de vídeo que faz o mesmo tipo de elocubração. É muito engraçado.
Eu não faço post nenhum há horas. Tenho umas coisas prontas mas que precisam de mais tempo de gaveta. aliás, esse último fazia horas que guardado, e eu o ressucitei porque achei que deveria colocar algo novo.
Mas é legal "ouvir" da senhora. Abraço pra você e pro Odir,
Claudio

janaína disse...

hmmm, esse eu não vi. em compensação, assisti, faz pouco tempo, ao procura-se amy, dele também. eu gostei!
e eu gosto mesmo dos seus textos.

Odyr disse...

Sensacional. Que Trabalhar em uma Livraria? Pergunte-me Como.

Glenn Ford disse...

Hola. Treballar en una llibrería és un privilegi, sense cap dubte. És de les poques feines on els sentits disfruten: la vista, l'oïda (quan escoltes algú que llegeix en veu alta o fa alguna opinió), el tacte (què m'en dius del plaer de passar les pàgines,una a una, poc a poc, delicadament, acariciant-les), l'olfacte (m'encanta escaparme de la meva feina per anar a olorar llibres a la llibrería qu'és a prop. Has provat d'olorar llibres? Prova-ho.)
A més és dels millors llocs per aprendre i practicar psicología. Diguem el que llegeixes i te diré com ets?
T'envejo.

janaína disse...

aposto que dessa nem o rubens ewald sabia: o glenn ford fala catalão!

Glenn Ford disse...

Well, I try in english. First of all I ask for excuses for entering a foreign house, but I like the way you write.
I said: To be employed at a bookshop is a privilege, undoubtedly. It's a place where the senses enjoy: the sight, the ear (when you listen to someone who reads or does some commentary loudly), the tact (what about the pleasure of passing the pages, one to one, little by little, delicately, caressing them), the smell (I like to smell books. Prove it).
Besides the bookshop is one of the best places to learn o practises psychology. Say to me what you read and I will say to you how you are.
I envy you.
(By the way, why Glenn Ford can't speak in catalan?. Rubens Ewald sabe. Ask him)

janaína disse...

hey, glenn, não me leve a mal, era só uma brincadeira. eu e minha mania de fazer graça com (quase) tudo.eu já tinha entendido em catalão (mais até do que em inglês) e eu acho mais é que vc deve escrever na sua língua mesmo. afinal de contas, o meu blog é o único que eu conheço que é comentado pelo glenn ford, e em catalão!
e vc tem razão, a gente pode amar os livros com a visão, o tato, o olfato.
e definitivamente eu tenho um bom trabalho.

Taís Drabik disse...

Olá, Janaína!

Eu não trabalho em uma livraria, mas me identifiquei 100% com o seu post, porque também adoro livros (bons, é claro!).
Confesso que, a partir de agora, vou ver com outros olhos as vendedoras das livrarias de Curitiba, para ver se acho uma entusiasmada Janaína por aqui (rsrsrs!)! Porque, em relação ao 13º item da sua lista, raramente tive a sorte de obter uma boa indicação de uma vendedora.
Há alternativas, claro: as dicas dos amigos. E de vez em quando vou dar uma olhadinha no seu blog, para ver o que você indica. Parece que você entende das coisas (hehehe)!

Taís

jackie disse...

Amiga,
decepção 1:
o livreiro de kabul é um puta livro legal...

Unknown disse...

Como é a prova de seleção para trabalhar numa livraria? É que eu vou fazer uma para a Livros e Cia. Cai conhecimentos gerais, além da redação? Obrigada!

Anônimo disse...

Bacana ler isto, aumentou consideravelmente minha vontade de trabalhar em uma livraria!

Adalberto Vieira.

Aline disse...

Trabalhei em uma livraria durante 2 anos e foi uma experiencia muito bacana.O ruim de trabalhar em uma livraria é você ter que estar por dentro de livros que você nunca leria,Os clientes também acham que você tem o dever de saber onde está todos livros e ter uma resenha pronta.Me identifiquei muito com a parte da pessoa pedir indicação de presente e não citar nada que a pessoa gosta tipo oi? sou obrigada a ler a mente??? rs beijos Aline

Likah disse...

A seleção que eu fiz para entrar na livraria Laselva Bookstore(Aeroporto de Congonhas)Foi uma entrevista na agência e depois uma entrevista no próprio local de trabalho com o Gerente e Supervisor.A entrevista foi bem básica,Me apresentei,falei das experiencias que possuía,horário pretendido,Livros que já li e o favorito.
Na Livraria Nobel a entrevista que fiz foi com a proprietária,A livraria é franquia .Foi mais uma conversa gostosa sobre livros,lojas,vendas,obrigações,valores,e pretensão na empresa.Bjs